quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Carta



Ao meu amável editor,

Espero que esta carta não tenha sido mutilada pelo feroz e mortífero em que estou escondido agora. Mil trezentas e dezenove milhas e meia do restaurante onde o senhor celebrou o seu mais recente aniversário possa então trocar (numa lavanderia ou joalheria das proximidades) para com um bigode comprido. Ela lhe dará o manuscrito completo de O CARNAVAL CARNÍVORO, juntamente com uma sacola contend – que, sob nenhuma circunstância, deverá ser consertado – é o últi dos Baudel um esboço de Chabo, o Bebê-Lobo, e madame Lulu ou, pelo menos, o que restou no Lembre-se, o senhor é a minha última esperança de que as histórias dos órfãos Baudelaire sejam finalmente contadas ao grande público.

Respeitosamente,
Lemony Snicket

Nenhum comentário:

Postar um comentário