quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Carta

Carta
Ao Meu Amável Editor,

Por favor, desculpe o papel de cartas com essa ornamentação ridícula. Escrevo-lhe da Dark Avenue 667, e este é o único papel disponível nas redondezas. Minha investigação sobre a estada dos órfãos Baudelaire neste lugar rico e deplorável está finalmente concluída – só rezo para que o manuscrito chegue até você.
Não na próxima terça-feira, mas na outra, compre uma passagem de primeira classe, só de ida, no penúltimo trem que sai da cidade. Em vez de embarcar, espere ele partir e procure nos trilhos o relato completo da minha próxima investigação. Você encontrará também uma das gravatas de Jerome, uma pequena foto de Veblen Hall, uma garrafa de parsley soda e o capote do porteiro para que o sr. Helquist possa ilustrar adequadamente este terrível capítulo na vida dos Baudelaire.
Lembre-se, o senhor é minha última esperança de que as histórias dos órfãos Baudelaire sejam finalmente contadas ao grande público

Respeitosamente,
Lemony Snicket

Nenhum comentário:

Postar um comentário