sábado, 21 de novembro de 2009

Curso de Iniciação aos Arcanos Maiores do Tarot , de V.M. Samael Aun Weor

TRECHO:
Prólogo

A Cabala se perde na noite do séculos, aí onde o Universo se gerou, no ventre de
Maha Kundalini, a grande Mãe. A Cabala é a ciência dos números.

O Autor do Tarô foi o anjo Metraton, é o chefe da Sabedoria da Cobra e foi o profeta
ENOCH, do qual nos fala a Bíblia.

O Anjo Metraton ou Enoch nos deixou o Tarô no qual se encerra toda a Sabedoria
Divina; este ficou escrito em pedra. Também nos deixou as 22 letras do Alfabeto
Hebraico. Este grande Mestre vive nos mundos superiores, no mundo de Aziluth, um

mundo de felicidade inconcebível, segundo a Cabala na Região de Kether, um
Sephirote bastante elevado.

Todos os Kabalistas se fundamentam no Tarô; é necessário conhecê-lo e estudá-lo
profundamente. O Universo está feito com a Lei do Número, Medida e Peso, os
Matemáticos formam o universo, os Números vêm a ser entidades viventes.

Quem penetra em Chesed, mundo do Espírito puro e inefável, pode verificar nessa
região que ali tudo se reduz a números, é uma região terrivelmente real. Neste
mundo não vemos as coisas tal como são, mas sim as imagens das coisas. Em
Chesed sabe-se quantos átomos possui uma mesa, quanto Karma o mundo deve,
sabe-se quantas moléculas vivem em cada corpo, é um mundo de Matemáticas, um
mundo realista; neste mundo a pessoa crê que vai estar distante da realidade do
Mundo, porém ali se vive na realidade. Em um Templo, sabe-se qual quantidade de
pessoas está Auto-realizada e quem não está. Se entrarmos em uma cozinha,
sabemos que quantidade de átomos têm os alimentos que vamos comer, é um
mundo terrivelmente realista. No mundo de Chesed vimos a saber quem é o homem
de verdade.

Uma noite em que estava no mundo de Chesed, penetrei em um teatro; ali se
balanceavam Karmas, e em uma tela, que é a da criação, viu-se como passaram os
Mestres do Karma e em uma grande balança se colocou o KARMA das duas
maiores potências do mundo, um em cada prato, e ela se inclinou contra o Colosso
do Norte; este deve um grande Karma, vai em declínio, vai cair fulminado, porque o
que se deve tem que ser pago de qualquer forma.

Os Teósofos falam de planos e sub-planos e estes são os Dez Sephirotes, Dez
Emanações da Eterna Mãe espaço, Dez Grandes Ondas que servem de fundamento
à Grande Mãe.

Os sete planetas do Sistema Solar são os sete Sephirotes e o triuno Sol Espiritual é
a Coroa Sephirótica. Estes Sephirotes vivem e palpitam dentro de nossa consciência
e temos que aprender a manipulá-los e combiná-los no maravilhoso laboratório de
nosso Universo Interior. Graças aos Sephirotes podemos nos transformar em
homens; também existem Sephiras; assim como há íons positivos há íons negativos.

Necessitamos realizar esses dez Sephirotes porque estão aqui conosco, aqui e
agora. Esses dez Sephirotes realizados em um indivíduo lhe convertem em um auto-
realizado, parecem gemas preciosas incrustadas, é algo maravilhoso.

A Coroa Sephirótica está formada por Kether, Chokmah e Binah; temos que
compreender o fundamento destes três Sephirotes.

O Pai / Primeiro Logos / Kether / Sabedoria

O Filho / Segundo Logos / Chokmah / Amor

O Espírito Santo / Terceiro Logos / Binah / Poder, Princípio Ègneo, Flamígero

Kether - É o Ancião dos Dias, o oculto do oculto, a bondade das bondades, tem 13
cachos no cabelo e sua barba 13 mechas; 13 simboliza o verbo, a palavra. Sobre ele
se falou maravilhas e podemos interroga-lo através do Samadhi (Âxtase) para
receber suas ordens. Ele é Misericórdia infinita, Sabedoria Èntegra.

Chokmah - É o Cristo, é Amor. O Cristo aguarda para que o discípulo algum dia
trabalhe na Nona Esfera e o prepara com infinito amor. O Instrutor do Mundo é o
Amor.

Binah - O Espírito Santo, Poder Ègneo. Um hierofante teve que curar uma mulher e
conseguiu sua cura; ele pediu dinheiro emprestado aos familiares da enferma.
Posteriormente, se dirigiu ao Espírito Santo, que tomou a forma de uma pomba
branca; o Hierofante perguntou se ia bem e o Espírito Santo lhe respondeu que ia
mal; "Sou eu quem cura", disse-lhe; diante disto, o Mestre teve que devolver o
dinheiro. Se temos o poder de curar e cobramos, cometemos um delito muito grave.

Nos mundos internos, fala-se muito em Cabala, temos que saber somar em números
Cabalísticos. Se a um Mestre fosse perguntado "Quanto tempo vou viver?", ele
responderia em números.

O objetivo de estudarmos a Cabala é capacitar-nos nos Mundos Superiores. Por
exemplo, um iniciado pediu em certa ocasião a Clarividência, internamente lhe
responderam: far-se-á em 8 dias. Aquele que não sabe, regressa ao corpo físico e
crê que dentro de 8 dias, se hoje, por exemplo, é quarta, na outra Quarta-feira será
um clarividente. Em realidade "8" é o número de Jó, e lhe indicava que tivesse
paciência. Aquele que desconhece fica confuso nos mundos internos, a Cabala é
básica para entender a linguagem desses mundos.

É óbvio que os estudos Cabalísticos devem ir acompanhados do trabalho sobre si
mesmo. É necessário fazer consciência de tais estudos, porque se ficam no
intelecto, ao falecer se perdem, e se é feito consciência deles se manifestam desde
a infância.

Um Iniciado quis saber em certa ocasião como ia nos estudos esotéricos e seu Guru
lhe falou Cabalisticamente dizendo-lhe: "Te faltam 58 minutos para terminar a obra e
tens de trazer 36 Bolívares (moeda venezuelana) de 32 Kg e as iniciações devem
ser qualificadas."

MINUTOS - 58 = 13 - A Morte

LIBERTADORES - 36 = 9 - A Nona Esfera

QUILOGRAMAS - 32 = 5 - A Pentalfa

Se a um iniciado lhe faltam 58 minutos quer dizer que já não tem nem uma hora para
liberar-se, 5 + 8 = 13, MORTE. Se é falado em minutos é que já lhe resta pouco.

Os 36 "Bolívares" ou "San Martines" ou "morelos" são os libertadores 3 + 6 = 9, a
Nona Esfera, o sexo; o trabalho é com a LANÇA, são 36 trabalhos básicos
fundamentais.

Os 32 Quilogramas pelas 32 Vias, a PENTALFA.

58 + 36 + 32 = 126 = 1 + 2 + 6 = 9

Todo trabalho é da Nona Esfera, esta é a linguagem Cabalística que se usa na Loja
Branca. Não esquecer que as somas entre si são somas Cabalísticas, devemos ser
cem por cento práticos.

Quando já se conheça o significado dos 22 Arcanos, estudar-se-á a parte prática da
Predição para que se use inteligentemente em casos de muita importância. Os 22
Arcanos devem ser aprendidos de Memória. Para sermos Kabalistas completos
temos que estudar, temos que gravar na Memória estes ensinamentos.

Paz Inverencial,

SAMAEL AUN WEOR

DOWNLOAD PDF / BAIXAR PDF / DESCARREGAR PDF

Um comentário:

  1. olá! fiquei muito interessada nas lições, mas o link está quebrado... vocês poderiam arrumá-lo?
    Gratidão!

    ResponderExcluir