domingo, 1 de março de 2009

Poison Study (Trilogia Study, Livro 1)

Sinopse (tradução livre): Yelena tem uma escolha - ser exectuada por assassínio ou tornar-se provadora de comida do Comandante de Ixia. Ela escolhe a hipótese de sobrevivência, mas o seu alívio pode ser curto.

A vida no palácio está cheia de perigos e segredos. Astuciosa e inteligente, Yelena terá de aprender a identificar venenos antes que estes a matem e a reconhecer em quem pode ou não confiar. E quem é a misteriosa feiticeira do Sul que consegue entrar na sua cabeça?

Quando Yelena se apercebe dos extraordinários poderes mágicos que tem, depara-se com um novo problema, porque utilizar a magia em Ixia é punível com a morte...

Comprei este livro depois de ler a crítica da White_Lady, a quem desde já agradeço por mais esta boa sugestão. Parti para este leitura com muito boas expectativas, principalmente pelas boas opiniões lidas, mas também pelas saudades que já tinha de pegar num livro do género fantástico.

O livro conta a história de Yelena, uma jovem que cometeu um crime e a quem é dada a hipótese de escapar à execução se aceitar o cargo de provadora de comida do Comandante de Ixia, Ambrose. Com a orientação de Valek, braço direito do Comandante, Yelena vai aprender a identificar venenos, estando impedida de fugir da sua função pelo facto de Valek lhe ter administrado o veneno Butterfly's Dust, para o qual precisa do antídoto diariamente. Entretanto, a hipótese de uma conspiração para retirar o poder ao Comandante Ambrose ganha força, com Yelena no centro de todas as peripécias.

Às vezes, deparamo-nos com livros que lemos de um só fôlego; daqueles que viramos página atrás de página, rumo ao final e que, mesmo quando não estamos a percorrer as suas páginas, dificilmente a história sai da nossa cabeça. Para mim, este foi um desses casos. Apesar de o mundo criado por Maria V. Snyder, Ixia, não ter, por exemplo, o nível de detalhe da Terre D'Ange dos livros da Jacqueline Carey, a sua descrição é suficiente e clara para que o leitor se situe na história. A escrita é simples (o inglês é bastante acessível), mas definitivamente cativante. Contar uma história na primeira pessoa não é tarefa fácil, por vários motivos, mas na minha opinião a autora consegue utilizar este facto a seu favor, apostando em personagens misteriosas a rodear Yelena (Valek é um excelente exemplo), que criam suspense e envolvimento total na história por parte do leitor. Todas as personagens, sem excepção, são interessantes e fortes o suficiente para fazer com que fiquemos completamente agarrados à história. Já estou a ler o segundo volume e o terceiro vai logo de seguida :)

Resumindo, mistério, magia, aventura e romance nas doses certas, a acrescentar a um conjunto de personagens fascinantes, tornam Poison Study numa leitura muito gratificante. Espero que alguma editora portuguesa esteja atenta!

9/10 - Excelente

[Livro n.º 15 do meu Desafio de Leitura]

Um comentário:

  1. eu adorei os livros, mas parece que vai ter filme é verdade?

    ResponderExcluir